fbpx

ESCOLA

UM POUCO DE NOSSA HISTÓRIA

Atuamos na educação desde 1996, na Zona Sul de Porto Alegre.  Nossa escola tem como filosofia os ensinamentos da Bíblia,

na pessoa de Jesus Cristo como maior educador da história e buscando unir com os teóricos da educação.

 

OBJETIVO

Formar cidadãos comprometidos, verdadeiros e responsáveis por suas escolhas. Visando o caminho do bem, cuidando do próximo assim como Deus nos cuida

 

VALORES

 Queremos através desta filosofia refletir princípios retirados da palavra de Deus, formando assim o caráter da criança através da vivência, do exemplo, do modelo. Optamos por princípios por se tratar de uma lei que compreende muitas verdades subordinadas como os princípios de moralidade, de lei e de governo. Se define princípio como causa, fonte ou origem de algo; aquilo do que algo procede. Entendemos que princípio é imutável 

 

PRINCÍPIOS

Queremos A formação de um caráter nobre e cristão mediante o cultivo de bons hábitos morais

A valorização da família, mediante integração do lar, escola e comunidade

O respeito as leis e autoridades constituídas, na forma expressada pela Palavra de Deus (Bília sagrada)

 

 

METODOLOGIA

Com base no Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil (1998), a Escola estrutura a sua programação curricular conforma os PCNS, a qual contempla dois âmbitos: Formação pessoal e Social e Conhecimento de Mundo. O âmbito Formação pessoal e social refere-se às  experiências  que favorecem  prioritariamente as questões do sujeito,  sua identidade, suas relações de aceitação e convívio consigo e com  o outro, assim como os  esquemas simbólicos de interação com o mundo, sendo o eixo de trabalho denominado Identidade e Autonomia.  

A construção da identidade é influenciada pela maneira como a criança é vista pelos outros. Essas percepções — de como é vista — influenciam diretamente a construção de sua autoestima e identidade. A autonomia é entendida como a capacidade de se conduzir, de tomar decisões e de levar em conta as regras, os valores, a perspectiva de si e do outro. Para chegar à autonomia, são necessários recursos afetivos, cognitivos, sociais e culturais. Autonomia não é antônimo de obediência; é, sim, a capacidade de direcionar-se, respeitando o outro e as regras do contexto social em que se encontra. A escola deve, portanto, criar situações através de jogos, resolução de problemas, brincadeiras simbólicas, histórias etc., que levem a criança a tomar posições.

O âmbito Conhecimento de mundo refere-se às experiências do sujeito em intercomunicação com o mundo, a partir das diferentes linguagens e manifestações culturais, sendo os eixos de trabalho: Movimento; Música; Artes visuais; Linguagem oral e escrita; Natureza e sociedade; e Matemática.

 

ORGANIZAÇÃO DA AÇÃO EDUCATIVA

A instituição organiza sua ação educativa através de projetos. Acreditamos que os projetos são conjuntos de atividades que trabalham conhecimentos específicos, construídos a partir de uma necessidade ou curiosidade dos alunos, não tendo uma duração provável: o tempo pode variar de acordo com o objetivo, o desenrolar de suas etapas, o desejo e o interesse das crianças pelo assunto tratado. 

A característica principal dos projetos é a visibilidade final do objeto do conhecimento e o modo como as crianças constroem seu conhecimento, pois podemos dizer que a criança aprendeu porque teve uma intensa participação que envolveu a resolução de problemas de naturezas diversas.

 Acreditamos que planejar é estudar, assumindo uma atitude de curiosidade frente a nossa realidade, consiste na tomada de decisões sobre a educação no conjunto do desenvolvimento geral da instituição. Sua  organização  acontece de forma coletiva, através de reuniões de equipe. Tais encontros contam com a participação da equipe de educadores, pedagoga, psicóloga e o setor administrativo, que planejam sobre temas gerais como: 

     calendário escolar

     abertura do ano letivo 

     datas comemorativas 

     programação de férias

     eventos culturais e sociais

 

 

WhatsChat

ENVIAR